Guia de viagem de Budapeste

Turismo em Budapeste | Guia de Budapeste

Você vai amar Budapeste

A capital da Hungria é um dos destinos mais populares do leste europeu. Cortada pelo Rio Danúbio, nesta cidade os visitantes ficam de queixo caído com a beleza de suas numerosas construções históricas - um exemplo disso é o icônico edifício do Parlamento Húngaro.

Mas o charme de Budapeste vai muito além das lindas fachadas. Na cidade, não faltam opções de entretenimento. Os fãs da vida noturna precisam visitar os ruin bars, caracterizados pelo mobiliário colorido e desconexo. Para aquelas horas em que tudo que você quer é descansar, mergulhe nas relaxantes águas quentes dos banhos termais.

Budapeste ainda não é um destino muito popular entre os turistas brasileiros, mas deveria. Sua arquitetura fascinante e infindáveis opções de lazer já conquistaram muita gente ao redor do planeta. Por isso, não pense duas vezes: venha e surpreenda-se.

5 motivos para visitar Budapeste

1. Arquitetura de tirar o fôlego

Admire o Parlamento Húngaro e o Bastião dos Pescadores, que parecem saídos de um conto de fadas. Visite essas construções também durante a noite, já que a iluminação noturna dos prédios é uma atração à parte.

2. O agito dos <i>ruin bars</i> e das casas noturnas

Tendência crescente na capital húngara, os ruins bars são imperdíveis para quem deseja curtir a agitada vida noturna de Budapeste. Foram construídos em terrenos abandonados, com móveis descombinados e decoração colorida.

3. Divirta-se gastando pouco

A Hungria possui uma moeda própria, o florim (HUF). Isso faz com que o custo de vida local seja bem menor que o de outras capitais europeias. Aprecie uma taça de um saboroso vinho húngaro em restaurantes no centro por apenas HUF 500.[p/p]

4. Conheça a história e os resquícios do período socialista

Entre 1949 e 1989 a Hungria viveu sob controle da antiga União Soviética. Visite a Casa do Terror para aprender detalhes sobre a vida nessa época. No Parque Memento há uma coleção de veículos e estátuas da era socialista.

5. Muitas belezas naturais

O Rio Danúbio, que divide a cidade, é um espetáculo natural. Além dele, contemple os diversos morros verdejantes na parte de Buda, antigos bastiões do Império Romano no leste europeu.

1. Arquitetura de tirar o fôlego

Admire o Parlamento Húngaro e o Bastião dos Pescadores, que parecem saídos de um conto de fadas. Visite essas construções também durante a noite, já que a iluminação noturna dos prédios é uma atração à parte.

2. O agito dos <i>ruin bars</i> e das casas noturnas

Tendência crescente na capital húngara, os ruins bars são imperdíveis para quem deseja curtir a agitada vida noturna de Budapeste. Foram construídos em terrenos abandonados, com móveis descombinados e decoração colorida.

3. Divirta-se gastando pouco

A Hungria possui uma moeda própria, o florim (HUF). Isso faz com que o custo de vida local seja bem menor que o de outras capitais europeias. Aprecie uma taça de um saboroso vinho húngaro em restaurantes no centro por apenas HUF 500.[p/p]

4. Conheça a história e os resquícios do período socialista

Entre 1949 e 1989 a Hungria viveu sob controle da antiga União Soviética. Visite a Casa do Terror para aprender detalhes sobre a vida nessa época. No Parque Memento há uma coleção de veículos e estátuas da era socialista.

5. Muitas belezas naturais

O Rio Danúbio, que divide a cidade, é um espetáculo natural. Além dele, contemple os diversos morros verdejantes na parte de Buda, antigos bastiões do Império Romano no leste europeu.

O que fazer em Budapeste

1. Parlamento Húngaro

Este é considerado um dos edifícios mais belos da Europa. Projetado por Imre Steindl e inaugurado em 1902, chama a atenção pela simetria e altura de quase 100 metros. É estimado que mais de 40 kg de ouro foram usados em sua construção.

2. Banhos termais de Széchenyi

Primeira fonte termal de águas quentes do lado Pest, estes banhos guardam mais de 100 anos de história. Relaxe em suas águas medicinais, espalhadas por piscinas fechadas e a céu aberto.

3. Castelo de Buda

No topo do Morro do Castelo, a 170 metros acima do Rio Danúbio, está o Castelo de Buda, antigo palácio real. O distrito ao redor do castelo guarda ainda outras belas atrações, como a Igreja de Matias e o Bastião dos Pescadores.

4. Passeio de barco pelo Danúbio

Admirar o espetáculo de luzes noturnas em Budapeste é ainda melhor a bordo de um barco. Alguns cruzeiros mais sofisticados contam com jantar completo ou degustação de vinhos a bordo. O passeio com jantar custa em torno de HUF 13.000.

5. Praça Deák Ferenc

Aqui se concentram bares, pubs e restaurantes que funcionam a noite inteira, especialmente nos finais de semana. Perto dali também está o Budapest Eye, uma roda gigante de 65 metros de altura que proporciona uma vista panorâmica da cidade.

1. Parlamento Húngaro

Este é considerado um dos edifícios mais belos da Europa. Projetado por Imre Steindl e inaugurado em 1902, chama a atenção pela simetria e altura de quase 100 metros. É estimado que mais de 40 kg de ouro foram usados em sua construção.

2. Banhos termais de Széchenyi

Primeira fonte termal de águas quentes do lado Pest, estes banhos guardam mais de 100 anos de história. Relaxe em suas águas medicinais, espalhadas por piscinas fechadas e a céu aberto.

3. Castelo de Buda

No topo do Morro do Castelo, a 170 metros acima do Rio Danúbio, está o Castelo de Buda, antigo palácio real. O distrito ao redor do castelo guarda ainda outras belas atrações, como a Igreja de Matias e o Bastião dos Pescadores.

4. Passeio de barco pelo Danúbio

Admirar o espetáculo de luzes noturnas em Budapeste é ainda melhor a bordo de um barco. Alguns cruzeiros mais sofisticados contam com jantar completo ou degustação de vinhos a bordo. O passeio com jantar custa em torno de HUF 13.000.

5. Praça Deák Ferenc

Aqui se concentram bares, pubs e restaurantes que funcionam a noite inteira, especialmente nos finais de semana. Perto dali também está o Budapest Eye, uma roda gigante de 65 metros de altura que proporciona uma vista panorâmica da cidade.

1. Parlamento Húngaro

Este é considerado um dos edifícios mais belos da Europa. Projetado por Imre Steindl e inaugurado em 1902, chama a atenção pela simetria e altura de quase 100 metros. É estimado que mais de 40 kg de ouro foram usados em sua construção.

2. Banhos termais de Széchenyi

Primeira fonte termal de águas quentes do lado Pest, estes banhos guardam mais de 100 anos de história. Relaxe em suas águas medicinais, espalhadas por piscinas fechadas e a céu aberto.

3. Castelo de Buda

No topo do Morro do Castelo, a 170 metros acima do Rio Danúbio, está o Castelo de Buda, antigo palácio real. O distrito ao redor do castelo guarda ainda outras belas atrações, como a Igreja de Matias e o Bastião dos Pescadores.

4. Passeio de barco pelo Danúbio

Admirar o espetáculo de luzes noturnas em Budapeste é ainda melhor a bordo de um barco. Alguns cruzeiros mais sofisticados contam com jantar completo ou degustação de vinhos a bordo. O passeio com jantar custa em torno de HUF 13.000.

5. Praça Deák Ferenc

Aqui se concentram bares, pubs e restaurantes que funcionam a noite inteira, especialmente nos finais de semana. Perto dali também está o Budapest Eye, uma roda gigante de 65 metros de altura que proporciona uma vista panorâmica da cidade.

O que comer em Budapeste

Para apreciar a gastronomia local, a exemplo do tradicional goulash ou do lángos, conheça o Hungarikum Bisztro ou vá até o Paprika, lugares famosos por oferecer pratos com o legítimo tempero húngaro. No Borkonyha Winekitchen, restaurante com estrela Michelin, é possível apreciar criações inspiradas na culinária da Transilvânia. O valor de uma refeição completa raramente ultrapassa os HUF 5.000.

Quando visitar Budapeste

Budapeste em fevereiro
Preço estimado de hotel
R$ 175
1 noite em hotel 3 estrelas
Budapeste em fevereiro
Preço estimado de hotel
R$ 175
1 noite em hotel 3 estrelas

Para aproveitar dias mais longos e clima ameno, a melhor época para visitar a cidade é a primavera - entre abril e junho. Durante esses meses, a cidade não é tão cheia e nem tão quente quanto no verão. A temperatura média dessa época gira em torno dos 20°C. Além disso, em meados de abril as cerejeiras florescem e deixam a paisagem ainda mais estonteante.

Dados fornecidos por weatherbase
Temperaturas
Temperaturas
Dados fornecidos por weatherbase

Como chegar em Budapeste

Avião

Não há voos diretos do Brasil a Budapeste, mas a partir de São Paulo ou Rio de Janeiro encontram-se rotas com apenas uma escala. O Aeroporto Liszt Ferenc (BUD), único que atende à cidade, fica a 20 km do centro. A maneira mais econômica de sair de lá é por meio do ônibus 100E, que funciona das 5h da manhã às 1h20 da manhã, com partidas a cada 20 minutos, e custa HUF 900. O destino final é a praça Deák Ferenc.

Trem

Budapeste é bem servida de estações de trem, sendo as principais a Kelenföld e a Keleti. Diariamente chegam na cidade dezenas de trens provenientes da Áustria, Alemanha, República Tcheca, Eslováquia e Polônia, entre outros países. Não há conexão direta dos trens com o aeroporto.

Ônibus

As empresas de ônibus internacionais mais populares são a RegioJet e a FlixBus, que em sua maioria desembarcam nas estações Kelenföld ou Könyves Kálmán. Em geral as passagens de ônibus são bem mais econômicas que o trem.

Carro

Para chegar a Budapeste de carro a partir de outras cidades europeias, uma das rotas mais movimentadas é a que passa por Viena. No caso, é necessário pegar a estrada A4, na Áustria, e as estradas M15 e M1, já na Hungria.

Avião

Não há voos diretos do Brasil a Budapeste, mas a partir de São Paulo ou Rio de Janeiro encontram-se rotas com apenas uma escala. O Aeroporto Liszt Ferenc (BUD), único que atende à cidade, fica a 20 km do centro. A maneira mais econômica de sair de lá é por meio do ônibus 100E, que funciona das 5h da manhã às 1h20 da manhã, com partidas a cada 20 minutos, e custa HUF 900. O destino final é a praça Deák Ferenc.

Trem

Budapeste é bem servida de estações de trem, sendo as principais a Kelenföld e a Keleti. Diariamente chegam na cidade dezenas de trens provenientes da Áustria, Alemanha, República Tcheca, Eslováquia e Polônia, entre outros países. Não há conexão direta dos trens com o aeroporto.

Ônibus

As empresas de ônibus internacionais mais populares são a RegioJet e a FlixBus, que em sua maioria desembarcam nas estações Kelenföld ou Könyves Kálmán. Em geral as passagens de ônibus são bem mais econômicas que o trem.

Carro

Para chegar a Budapeste de carro a partir de outras cidades europeias, uma das rotas mais movimentadas é a que passa por Viena. No caso, é necessário pegar a estrada A4, na Áustria, e as estradas M15 e M1, já na Hungria.

Aeroportos perto de Budapeste

Companhias que operam em Budapeste

Lufthansa
Bom (4.434 avaliações)
KLM
Bom (808 avaliações)
SWISS
Bom (908 avaliações)
British Airways
Bom (4.209 avaliações)
Delta
Bom (4.597 avaliações)
Turkish Airlines
Bom (2.231 avaliações)
Air France
Bom (968 avaliações)
Iberia
Bom (1.525 avaliações)
Austrian Airlines
Bom (478 avaliações)
United Airlines
Bom (4.839 avaliações)
Emirates
Excelente (2.095 avaliações)
Qatar Airways
Bom (2.461 avaliações)
Air Canada
Bom (5.356 avaliações)
Brussels Airlines
Bom (220 avaliações)
Scandinavian Airlines
Bom (797 avaliações)
Finnair
Bom (895 avaliações)
TAP AIR PORTUGAL
Bom (1.100 avaliações)
LOT
Bom (672 avaliações)
Singapore Airlines
Excelente (870 avaliações)
Etihad Airways
Bom (804 avaliações)
Ver mais

Onde se hospedar em Budapeste

Em húngaro, Belváros significa centro da cidade, por isso essa é região mais indicada para quem deseja fazer a maior parte dos passeios turísticos a pé. É aqui que fica a praça Deák Ferenc e a Basílica de Santo Estevão.

Belváros-Lipótváros

Erzsébetváros

É nesse bairro que está uma das maiores sinagogas da Europa, a Dohány. Antigo gueto judeu durante a Segunda Guerra Mundial, hoje a área foi revitalizada e atrai um público mais alternativo, que frequenta suas numerosas casas noturnas e ruin pubs.

Terézváros

Neste charmoso bairro fica a avenida mais famosa da cidade, a Andrássy út, também conhecida como a Champs Elysées de Budapeste, por ostentar inúmeras lojas de grife. Próximos também estão a Ópera e a Praça Oktogon, repleta de restaurantes.

É nesse bairro que está uma das maiores sinagogas da Europa, a Dohány. Antigo gueto judeu durante a Segunda Guerra Mundial, hoje a área foi revitalizada e atrai um público mais alternativo, que frequenta suas numerosas casas noturnas e ruin pubs.
Neste charmoso bairro fica a avenida mais famosa da cidade, a Andrássy út, também conhecida como a Champs Elysées de Budapeste, por ostentar inúmeras lojas de grife. Próximos também estão a Ópera e a Praça Oktogon, repleta de restaurantes.
Hotéis mais populares em Budapeste por bairro

Onde se hospedar nas áreas mais populares de Budapeste

Hotéis mais reservados em Budapeste

Radisson Blu Beke Hotel, Budapest
4 estrelas
Excelente (8.8 10204 avaliações)
R$ 510+
Hilton Budapest
5 estrelas
Excelente (8.7 2320 avaliações)
R$ 773+
Intercontinental Budapest, An IHG Hotel
5 estrelas
Excelente (8.6 4699 avaliações)
R$ 768+
Danubius Hotel Arena
4 estrelas
Excelente (8.3 7327 avaliações)
R$ 253+
Benczur Hotel
3 estrelas
Excelente (8.1 4645 avaliações)
R$ 203+
Novotel Budapest Danube
4 estrelas
Excelente (8.1 2687 avaliações)
R$ 435+

Como se locomover: Budapeste

Transporte público

O metrô de Budapeste possui quatro linhas, com mais de 50 estações que cobrem boa parte da cidade. Além dele, bondes, ônibus e até barcos atendem à população e aos turistas. O passe de 24 horas, que dá direito a todos os modais, custa HUF 1.650, já o passe semanal, HUF 4.950.

Táxi

Os táxis possuem um preço fixo. A bandeirada custa HUF 450, mais HUF 280 por quilômetro rodado. Há também uma taxa de espera de HUF 70 por minuto. Uma viagem do aeroporto até o centro da cidade custará cerca de HUF 7.000.

Carro

O aluguel de carro não é recomendado caso seu objetivo seja conhecer apenas Budapeste, mas pode ser uma boa opção para visitar cidades históricas próximas, a exemplo de Szentendre e Esztergom. Empresas como Sixt e Europcar oferecem tarifas atraentes, a partir de HUF 3.700 por dia.

Transporte público

O metrô de Budapeste possui quatro linhas, com mais de 50 estações que cobrem boa parte da cidade. Além dele, bondes, ônibus e até barcos atendem à população e aos turistas. O passe de 24 horas, que dá direito a todos os modais, custa HUF 1.650, já o passe semanal, HUF 4.950.

Táxi

Os táxis possuem um preço fixo. A bandeirada custa HUF 450, mais HUF 280 por quilômetro rodado. Há também uma taxa de espera de HUF 70 por minuto. Uma viagem do aeroporto até o centro da cidade custará cerca de HUF 7.000.

Carro

O aluguel de carro não é recomendado caso seu objetivo seja conhecer apenas Budapeste, mas pode ser uma boa opção para visitar cidades históricas próximas, a exemplo de Szentendre e Esztergom. Empresas como Sixt e Europcar oferecem tarifas atraentes, a partir de HUF 3.700 por dia.

Custo de vida em Budapeste

Ruas para compras

Os preços baixos de Budapeste são um grande atrativo para quem deseja voltar para casa de malas cheias. A Rua Váci é a mais famosa rua de compras, com numerosas lojas de souvenires húngaros, artesanatos e roupas estilosas. Para comprar temperos típicos - como a páprica - ou o saboroso vinho Tokaj, siga até o gigantesco Mercado Central (Központi Vásárcsarnok).

Supermercados e outros

As redes de supermercado mais populares são o Spar, Tesco e Aldi. São redes bem organizadas, com uma boa variedade de mantimentos e produtos frescos.

Refeição barata
R$ 26,95
Calça jeans
R$ 339,00
Passagem de transporte público
R$ 6,30
Cappuccino
R$ 6,79