Guia de viagem de Casablanca

Turismo em $Casablanca | Guia de Casablanca

Você vai amar Casablanca

Casablanca é um lugar maravilhoso para umas passar umas férias marroquinas. Trata-se da cidade mais populosa do Marrocos e nem é a capital do país. A arquitetura é bem parecida com a de países europeus e existe uma grande variedade de pontos turísticos, como mesquitas e locais históricos.

Você não precisa ser seguidor do islã para se deslumbrar com a imponência das mesquitas locais, como a Hassan II. Outro lugar típico de Casablanca é Medina, um espaço comercial que mostra exatamente como funciona o principal comércio do país há anos.

Na cidade, você pode apreciar a arte local no La Villa des Arts, a beleza do mar, a noite em um bar no centro, o contraste cultural por causa, principalmente, das proibições religiosas e muito mais.

5 motivos para visitar Casablanca

1. Uma cidade litorânea

Casablanca fica na costa do Atlântico e tem um clima quente e ensolarado que faz os habitantes locais e turistas aproveitarem o fim de tarde em praias, como Ain Diab.

2. Atrações históricas que encantarão os visitantes

Casablanca tem aproximadamente 3 mil anos, e há muitos monumentos históricos para provar isso. Os visitantes podem visitar a Antiga Medina, ver o Santuário de Sidi Abderrahman e admirar a fusão mourisca-espanhola do Mahkama du Pacha.

3. Uma mistura sedutora de cozinha marroquina e europeia

Há de tudo em Casablanca quando o assunto é culinária: peixe frito, sanduíches de berinjela, bolos de amêndoa do Patisserie Bennis Habous e muito mais. Há grande influência europeia, de forma que os pratos comumente misturam alguns ingredientes utilizados nos países do continente vizinho, como massas, molhos e carnes.

4. Um caminho para o mundo marroquino

Você não precisa ficar em Casablanca todos os dias durante a sua estadia. Na verdade, a cidade é caminho para viagens a Rabat, que fica a apenas uma hora de trem. A própria Casablanca é uma cidade que era para ser apenas parte de uma rota para outros pontos mais conhecidos de Marrocos, mas que acabou caindo no gosto dos turistas e ganhou sua própria fama em roteiros de viagens.

5. Festivais anuais de música

Jazzablanca acontece em abril e atrai artistas de jazz de todo o mundo. O L'Boulevard Festival transforma os locais do centro da cidade em circos e salas de concerto, enquanto o Anfa Festival converte a praia principal em um local de festa, além de também contar com um espetacular passeio a cavalo.

O que fazer em Casablanca

1. Mesquita Hassan II

Hassan II é uma das maiores mesquitas já construídas no mundo. Possui minaretes (torres) de mais de 210 metros de altura e foi construída à beira do mar. O local recebe visitas guiadas por MAD 50, o que equivale a cerca de EUR 18. O euro, aliás, é uma moeda que circula em muitos comércios do país, já que quase não há lugares que aceitam cartões de crédito internacionais. Por isso, não deixe de obter dinheiro na casa de câmbio do aeroporto, pois mesmo o mais imponente cartão de crédito não tem muito valor no país.

2. Antiga Medina: um centro secular

O centro da cidade é um conjunto de labirintos, becos e tesouros escondidos. Os visitantes da Antiga Medina vivenciarão o dia a dia dos habitantes locais em uma área que ficou praticamente intocada por centenas de anos, enquanto o resto da cidade disparou para a modernidade. A Medina permanece parada no tempo, para o deleite de turistas, que podem até mesmo ter a sorte de presenciar o mercado de troca (dá-se um produto para obter outro). Este oásis de cultura é salpicado de vendedores de frutas e lojas tradicionais, e um bazar que o fará querer comprar uma lembrança de sua viagem.

3. O Corniche e a vista do mar

Não muito longe da Mesquita Hassan II, os turistas encontrarão o distrito de Corniche, repleto de piscinas, praias e restaurantes. O local atrai moradores e turistas por sua vista do oceano.

4. Praça Mohammed V

Esta praça central é cercada por monumentos que alternam entre as influências mouriscas e francesas em meio a bandos de pombos que são alimentados por pessoas nas ruas.

5. Museu do Judaísmo Marroquino

Uma instituição única no mundo árabe, esse museu serve como um lembrete de que Marrocos foi o lar de muitos judeus. As galerias estão repletas de tesouros históricos, de altares a exemplares antigos da Torá.

1. Mesquita Hassan II

Hassan II é uma das maiores mesquitas já construídas no mundo. Possui minaretes (torres) de mais de 210 metros de altura e foi construída à beira do mar. O local recebe visitas guiadas por MAD 50, o que equivale a cerca de EUR 18. O euro, aliás, é uma moeda que circula em muitos comércios do país, já que quase não há lugares que aceitam cartões de crédito internacionais. Por isso, não deixe de obter dinheiro na casa de câmbio do aeroporto, pois mesmo o mais imponente cartão de crédito não tem muito valor no país.

2. Antiga Medina: um centro secular

O centro da cidade é um conjunto de labirintos, becos e tesouros escondidos. Os visitantes da Antiga Medina vivenciarão o dia a dia dos habitantes locais em uma área que ficou praticamente intocada por centenas de anos, enquanto o resto da cidade disparou para a modernidade. A Medina permanece parada no tempo, para o deleite de turistas, que podem até mesmo ter a sorte de presenciar o mercado de troca (dá-se um produto para obter outro). Este oásis de cultura é salpicado de vendedores de frutas e lojas tradicionais, e um bazar que o fará querer comprar uma lembrança de sua viagem.

3. O Corniche e a vista do mar

Não muito longe da Mesquita Hassan II, os turistas encontrarão o distrito de Corniche, repleto de piscinas, praias e restaurantes. O local atrai moradores e turistas por sua vista do oceano.

4. Praça Mohammed V

Esta praça central é cercada por monumentos que alternam entre as influências mouriscas e francesas em meio a bandos de pombos que são alimentados por pessoas nas ruas.

5. Museu do Judaísmo Marroquino

Uma instituição única no mundo árabe, esse museu serve como um lembrete de que Marrocos foi o lar de muitos judeus. As galerias estão repletas de tesouros históricos, de altares a exemplares antigos da Torá.

O que comer em Casablanca

O primeiro lugar para se dirigir é certamente Al-Mounia, com suas lindas paredes de azulejos e uma seleção de pratos típicos marroquinos, como tajine e cuscuz. Depois, experimente La Bazenne para degustar o moderno bistrô francês. As barracas dentro do Marché Central são oferecem ótimas opções para experimentar pequenos lanches. Geralmente as refeições custam até MAD 50.

Quando visitar Casablanca

Casablanca em maio
Preço estimado de hotel
R$ 220
1 noite em hotel 3 estrelas
Casablanca em maio
Preço estimado de hotel
R$ 220
1 noite em hotel 3 estrelas

De agosto a setembro as temperaturas ficam altas e as praias lotadas, o que pode não ser um atrativo para os turistas que preferem tranquilidade. Neste caso, considere visitar a cidade em abril, quando as temperaturas caem para cerca de 20 graus Celsius e a cidade fica mais tranquila, além de ser o período do Jazzablanca e da baixa temporada em hotéis.

Dados fornecidos por weatherbase
Temperaturas
Temperaturas
Média
Celsius (°C)
Dados fornecidos por weatherbase

Como chegar em Casablanca

Avião

A companhia aérea Royal Air Marroc é a única a oferecer voos diretos para Casablanca a partir do Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU). A viagem sem escalas leva de 08h55 a 09h30. A Royal Air Marroc também opera voos com uma e duas escalas, assim como Iberia, Turkish Airlines, Air France, KLM, British Airways, Lufthansa, Alitalia, Emirates e LATAM Airlines. O aeroporto de destino é o Mohammed V, localizado a 34 km de distância do centro de Casablanca.

Trem

No nível 1 do Terminal 1 do aeroporto, há acesso aos trens da ONCF. Uma viagem até o centro leva cerca de quarenta e cinco minutos.

Carro

O trânsito do aeroporto ao centro é bem tranquilo pela A7. Uma viagem de carro locado no aeroporto ou de táxi, até o centro de Casablanca, leva de trinta a quarenta minutos.

Ônibus

A CTM tem um ônibus que liga o aeroporto ao centro da cidade em quarenta e cinco minutos. A mesma empresa também dispõe de linhas que ligam o aeroporto às principais cidades marroquinas.

Aeroportos perto de Casablanca

Companhias que operam em Casablanca

Lufthansa
Bom (1.375 avaliações)
United Airlines
Bom (2.464 avaliações)
American Airlines
Bom (3.901 avaliações)
KLM
Bom (292 avaliações)
Air France
Bom (298 avaliações)
Turkish Airlines
Bom (1.075 avaliações)
Delta
Excelente (2.656 avaliações)
British Airways
Bom (938 avaliações)
Qatar Airways
Bom (930 avaliações)
Iberia
Bom (667 avaliações)
Air Canada
Bom (640 avaliações)
Emirates
Excelente (663 avaliações)
TAP AIR PORTUGAL
Bom (370 avaliações)
Brussels Airlines
Bom (74 avaliações)
Ryanair
Bom (1.167 avaliações)
Etihad Airways
Bom (201 avaliações)
ITA Airways
Bom (36 avaliações)
Pegasus Airlines
Bom (172 avaliações)
Malaysia Airlines
Bom (24 avaliações)
Eurowings
Bom (54 avaliações)
Ver mais

Onde se hospedar em Casablanca

O Sofitel Casablanca Tour Blanche é uma ótima opção para quem deseja uma vista para o mar, enquanto o Novotel Casablanca City Center e o Hyatt Regency oferece hotéis de luxo. Acomodações econômicas são encontradas no Hostel YHI. De uma forma geral, as hospedagens em Casablanca variam de MAD 600 a MAD 1.899.

Bairros populares em Casablanca

Ain Diab se estende por quilômetros ao longo da costa do Atlântico. É um bom bairro para nadar, praticar esportes, mergulhar com snorkel, tomar sol e surfar, além de ser um animado destino de festa, com muitos dos melhores bares e clubes da cidade espalhados ao longo do Corniche. É também o lar da Mesquita Hassan II./p]

Dentro das muralhas da cidade que resistem aos séculos, você descobrirá mercados de artesanato, lojas de lembranças, vendedores de rua que oferecem deliciosos sanduíches de peixe frito e muito mais.

um pouco ao sul do Corniche e de Medina você encontrará Racine, provavelmente o bairro mais sofisticado de Casablanca. Possui a galeria de arte H e So Art, vários restaurantes e lojas luxuosas.

Onde se hospedar nas áreas mais populares de Casablanca

Hotéis mais reservados em Casablanca

Four Seasons Hotel Casablanca
Excelente (8.7 824 avaliações)
R$ 1.463+
Kenzi Tower Hotel
Excelente (8 1128 avaliações)
R$ 530+
Hyatt Regency Casablanca
Bom (7.9 426 avaliações)
R$ 943+
Grand Mogador City Center Casablanca
Bom (7.8 712 avaliações)
R$ 469+
Novotel Casablanca City Center
Bom (6.8 339 avaliações)
R$ 377+
Ver todos os hotéis

Como se locomover: Casablanca

Transporte público

Casablanca tem uma rede de bondes e ônibus. As tarifas básicas dos bondes são MAD 7, enquanto as viagens de ônibus são apenas MAD 4.

Táxi

Existem dois tipos de táxis em Marrocos: os vermelhos, que só podem circular dentro da cidade, e os brancos, que são mais caros, pois fazem trajetos em qualquer lugar. A tarifa inicial das viagens costuma ser de MAD 7,50, acrescidos de MAD 30 no decorrer da viagem. Os preços variam bastante, mas os petit táxis (vermelhos) tendem a oferecer os melhores valores.

Carro

Quando você aluga seu próprio veículo, é muito mais fácil subir e descer o Corniche ou agendar passeios de um dia para El Jadida, Rabat ou até mesmo Marrakech. Dirigir na cidade pode ser um pouco estressante, pois o trânsito não é muito diferente das capitais brasileiras. Há várias locadoras de veículos na cidade, como Europcar, Sixt, Jazz Car e Aido. A tarifa diária para locação de um automóvel, em Casablanca, custa a partir de MAD 130.

Custo de vida em Casablanca

Compras

Casablanca tem muitas lojas chamativas e mercados de rua e é um excelente lugar para os caçadores de pechinchas. O Mall de Marrocos é o maior centro comercial da África. No entanto, é mais divertido explorar a Medina, onde você pode comprar acessórios de couro feitos localmente, obras de arte, narguilés e muito mais.

Supermercados e outros

Os melhores lugares para fazer compras em Casablanca são supermercados como Marjane e Acima. Um litro de leite custa em média MAD 30 e um quilo de maçãs chega a MAD 6.

Refeição barata
R$ 15,30
Calça jeans
R$ 244,57
Passagem de transporte público
R$ 2,81
Cappuccino
R$ 6,84
Outras cidades populares em Casablanca-Settat