Guia de viagem de Moscou

Turismo em Moscou | Guia de Moscou

Você vai amar Moscou

Moscou é a cidade em que os opostos se atraem. A paisagem de monumentos históricos se confunde com arranha-céus modernos, e as cores vibrantes dos prédios e praças contrastam com o branco dos flocos de neve ou o azul-claro do clima ameno. A combinação entre contrários resulta em um lugar de encanto único, um destino imperdível.

Na capital russa, por sua localização próxima ao pólo norte, as noites de verão são regidas pelo Sol, e os dias de inverno são regidos pela Lua. É metrópole cultural, econômica e política.

Segunda maior cidade da europa, Moscou foi palco de alguns dos maiores eventos da história. Por que também não ser o cenário de uma viagem inesquecível?

5 motivos para visitar Moscou

1. Uma história rica e única

A história de Moscou tem quase mil anos. Dê um tour para conhecer o passado da cidade e você descobrirá construções medievais e soviéticas, como o Kremlin ou o Estádio Luzhniki, ex-Estádio Central Lênin.

2. A arquitetura é incrível

A arquitetura russa tem qualidades ímpares. Seu design, formas e cores são incomparáveis, e Moscou é o lar de belas representantes do estilo. Conheça a Praça das Catedrais ou visite o distrito de Izmailovo.

3. Galerias de Arte e Museus fascinantes

Moscou é lugar de museus fascinantes. Há galerias e exposições que exibem séculos de arte, tecnologia e história, como o Museu do Impressionismo Russo ou o Museu Histórico.

4. Um transporte público de renome mundial

Poucas cidades na Terra têm seu metrô como cartão postal. O metrô de Moscou, construído em 1935, está entre os maiores do mundo, e algumas estações, como Park Pobedy, são gigantescas obras de arte.

5. Os teatros moscovitas

O teatro Bolshoi é um orgulho cultural da Rússia, no qual você encontra de ballets clássicos a peças de teatro. O Ballet Bolshoi está entre os grandes símbolos russos e vê-lo ao vivo é inesquecível.

O que fazer em Moscou

1. O Kremlin: parada obrigatória

Na Praça Vermelha, porta de entrada para o Kremlin, encontram-se a Catedral de São Basílio, erguida em 1561, e o Mausoléu de Lênin. Do outro lado do Rio Moscou, há a imperdível Praça das Catedrais, o Museu Histórico e inúmeros palácios, como o Palácio dos Terems, o Palácio Estatal e o Palácio do Senado, entre outros.

2. A Galeria Estatal Tretyakov: a história russa através da arte

Inaugurado em 1856, o Museu reúne mais de mil anos de arte russa. Na Galeria, encontram-se ícones medievais, pinturas, esculturas, desenhos e a maior coleção de belas artes russas do mundo, de diversos movimentos artísticos.

3. A Catedral de Cristo Salvador: uma igreja reconstruída

Inaugurada para o czar em 1883, a Catedral foi demolida por Stálin em 1931. No entanto, tamanha sua importância cultural e histórica, ela foi reinaugurada em 2000, e hoje disputa com a Catedral de São Basílio o título de principal igreja de Moscou.

4. O Parque Górki: um oásis urbano

Próximo ao Rio Moscou está o Parque Central de Cultura e Lazer, o Parque Górki. No local, há parques de diversão, jardins, passeios de barco e espaços para a prática de esportes, como patins no gelo. É um dos lugares favoritos dos moscovitas.

5. O Kremlin de Izmailovo: um centro cultural e noturno

Ofuscado pelo outro Kremlin da cidade, o Kremlin de Izmailovo não é menos interessante. Sua arquitetura é inspirada no estilo bizantino e em gravuras de contos de fada russos. Além de belíssimo, o complexo tem uma vida noturna movimentada com bares e restaurantes.

1. O Kremlin: parada obrigatória

Na Praça Vermelha, porta de entrada para o Kremlin, encontram-se a Catedral de São Basílio, erguida em 1561, e o Mausoléu de Lênin. Do outro lado do Rio Moscou, há a imperdível Praça das Catedrais, o Museu Histórico e inúmeros palácios, como o Palácio dos Terems, o Palácio Estatal e o Palácio do Senado, entre outros.

2. A Galeria Estatal Tretyakov: a história russa através da arte

Inaugurado em 1856, o Museu reúne mais de mil anos de arte russa. Na Galeria, encontram-se ícones medievais, pinturas, esculturas, desenhos e a maior coleção de belas artes russas do mundo, de diversos movimentos artísticos.

3. A Catedral de Cristo Salvador: uma igreja reconstruída

Inaugurada para o czar em 1883, a Catedral foi demolida por Stálin em 1931. No entanto, tamanha sua importância cultural e histórica, ela foi reinaugurada em 2000, e hoje disputa com a Catedral de São Basílio o título de principal igreja de Moscou.

4. O Parque Górki: um oásis urbano

Próximo ao Rio Moscou está o Parque Central de Cultura e Lazer, o Parque Górki. No local, há parques de diversão, jardins, passeios de barco e espaços para a prática de esportes, como patins no gelo. É um dos lugares favoritos dos moscovitas.

5. O Kremlin de Izmailovo: um centro cultural e noturno

Ofuscado pelo outro Kremlin da cidade, o Kremlin de Izmailovo não é menos interessante. Sua arquitetura é inspirada no estilo bizantino e em gravuras de contos de fada russos. Além de belíssimo, o complexo tem uma vida noturna movimentada com bares e restaurantes.

O que comer em Moscou

Para uma experiência luxuosa, experimente o restaurante Savya, no centro, no qual um prato principal custa entre RUB 1590 a RUB 3200. Já em estabelecimentos de rua, a média de preço está na casa dos RUB 400. Para comer em família, em casal ou sozinho, o Chaikhona no.1, em Pushkin, ou o Mari Vanna, em Tverskaya, são boas sugestões. Em ambos, um prato varia entre RUB 700 e RUB 900. Se você procura por cervejas, o preço médio de um caneco é RUB 300.

Quando visitar Moscou

Moscou em fevereiro
Preço estimado de hotel
R$ 414
1 noite em hotel 3 estrelas
Moscou em fevereiro
Preço estimado de hotel
R$ 414
1 noite em hotel 3 estrelas

Moscou, por sua localização próxima ao ártico, passa por invernos rigorosos, verões amenos e breves primaveras e outonos. A alta temporada se dá nos períodos de sol e calor, entre abril e setembro, quando o dia chega a ter 16 horas de luz e a temperatura média atinge 15 graus Celsius. Fora desse período, a temperatura cai para -10 graus Celsius e as noites sobrepõem-se à claridade solar, diminuindo o turismo.

Lembre-se que turistas brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia. Pode-se visitar o país e permanecer por até 90 dias, com passaporte válido. O visto só é necessário para trabalho, estudo ou estadias mais longas.

Dados fornecidos por weatherbase
Temperaturas
Temperaturas
Média
Celsius (°C)
Dados fornecidos por weatherbase

Como chegar em Moscou

Avião

A melhor forma de chegar em Moscou é de avião, mas não há voos diretos que partam do Brasil. Viajantes precisam fazer conexão na Europa ou nos EUA, o que depende da companhia aérea. Em voos de uma parada, a viagem varia entre treze e dezesseis horas.

Os principais aeroportos de Moscou são: o Vnukovo (VKO), a cerca de 30 km do centro, lugar ao qual pode-se ir pelo transporte ferroviário, por RUB 470; o Domodedovo (DME), a 45 km da região central, cuja ida de via férrea é indicada; e o Sheremetyevo (SVO), a 32 km do centro, recomendando-se, para o transporte até lá, um Aeroexpress, que custa RUB 500.

Trem

Pode-se chegar a Moscou de trem a partir de outras cidades europeias, opção que não é popular devido às mais de 7h de viagem. A rota mais indicada é a da madrugada, que segue de Varsóvia, na Polônia, até Moscou, por cerca de RUB 9,000.

Ônibus

Por causa das longas distâncias, viajar de ônibus também não é recomendado. No entanto, empresas rodoviárias, como a Lux Express, possuem diversas rotas para Moscou partindo de cidades europeias. Há opções em Berlim, Varsóvia, Budapeste, entre outras.

Aeroportos perto de Moscou

Companhias que operam em Moscou

United Airlines
Bom (2.287 avaliações)
Lufthansa
Bom (1.020 avaliações)
KLM
Bom (258 avaliações)
Air France
Bom (264 avaliações)
British Airways
Bom (732 avaliações)
Turkish Airlines
Bom (915 avaliações)
Qatar Airways
Bom (832 avaliações)
SWISS
Excelente (281 avaliações)
Austrian Airlines
Bom (143 avaliações)
Emirates
Excelente (559 avaliações)
TAP AIR PORTUGAL
Bom (325 avaliações)
Brussels Airlines
Bom (62 avaliações)
Etihad Airways
Bom (173 avaliações)
Singapore Airlines
Excelente (114 avaliações)
Aegean Airlines
Excelente (83 avaliações)
Ethiopian Air
Excelente (120 avaliações)
Pegasus Airlines
Bom (160 avaliações)
ANA
Excelente (98 avaliações)
Egypt Air
Bom (109 avaliações)
Malaysia Airlines
Excelente (16 avaliações)
Ver mais

Onde se hospedar em Moscou

Há em Moscou hotéis cinco estrelas como o Ritz Carlton, em Tverskaya, ou o Ararat Park Hyatt Hotel, no centro da cidade. Entre as opções mais em conta estão o Hotel Hilton ou os hostels, como o Hostel Davydov, em Arbat.

Bairros populares em Moscou

Principal via arterial de Moscou, a rua Tverskaya é famosa por sua vida noturna, cafés, boates e restaurantes, além de ser espaço de pontos históricas da cidade.

Distrito cuja história remete ao século XIV, é ponto turístico e noturno, no qual se encontram o Kremlin de Izmailovo e o Izmailovo Hotel, um dos maiores do mundo.

Localizado no centro da cidade, Arbat tem vida turística movimentada e diversas lojas e restaurantes com preços acessíveis.

Hotéis mais populares em Moscou por bairro

Onde se hospedar nas áreas mais procuradas de Moscou

Hotéis mais reservados em Moscou

Azimut Hotel Smolenskaya Moscow
Excelente (9.2 19 avaliações)
R$ 734+
Airhotel Domodedovo
Excelente (9 8 avaliações)
R$ 183+
Azimut Hotel Olympic Moscow
Excelente (8.5 12 avaliações)
R$ 503+
Izmailovo Beta Hotel
Bom (7.6 43 avaliações)
R$ 100+
Izmailovo Alfa Hotel
Excelente (8 3 avaliações)
R$ 147+
Noy Hotel Domodedovo
Excelente (9.2 1 avaliação)
R$ 105+
Ver todos os hotéis

Como se locomover: Moscou

Transporte Público

O transporte público moscovita é excelente, e inclui uma rede de metrôs, ônibus e bondes. Pode-se comprar passagens para viagens únicas ou com conexões entre a rede. Um bilhete simples custa apenas RUB 28.

Táxi

Evite pegar táxis em Moscou, a não ser que você seja fluente na língua russa. Lá não se usa taxímetro, portanto os motoristas combinam os valores da corrida direto com os passageiros, e, geralmente, em russo.

Carro

Evite dirigir na Rússia, a menos que você entenda de sinalizações em cirílico e atente rigorosamente à legislação de trânsito. O tráfego é intenso e difícil, por isso não indicado para turistas.

Custo de vida em Moscou

Ruas para compras

Em Moscou, você pode encontrar artigos de luxo em Tretyakovsky Proyezd, enquanto no parque Izmailovsky há um grande bazar a céu aberto, no qual, para entrar, paga-se RUB 50.

Supermercados e alimentação

A grande rede de supermercados Auchan ou o Perekrestok, que é um pouco mais caro, estão por toda a cidade. Em média, na capital russa, uma dúzia de ovos custa RUB 109 e uma garrafa de água (1,5 litros) RUB 38.

Refeição barata
R$ 52,42
Calça jeans
R$ 402,92
Passagem de transporte público
R$ 3,67
Cappuccino
R$ 12,22