Destinos de montanha: veja cinco destinos para se divertir nas férias

Quem vai viajar no final do ano pode aproveitar a época para explorar novos destinos e novas altitudes. Destinos de montanha não são só para os alpinistas, há opções para vários perfis de viajantes. De esportes de inverno, como esqui e snowboard, escaladas em paredes verticais, e até museus e palácios, as montanhas guardam belas paisagens e muitas opções de atividades e lazer para os turistas. Para explorar novos ares, KAYAK preparou uma lista com cinco destinos para quem quer ir mais alto nas próximas férias.

 

1. Petrópolis (Brasil)

A Catedral de Petrópolis ao amanhecer

Petrópolis era o refúgio de verão da família imperial do Brasil durante a época do império. O próprio nome da cidade é uma homenagem ao imperador Pedro II, que em 1843 assinou um decreto que deu origem ao povoado que, mais tarde, seria alçado à condição de município. Rica em histórias, Petrópolis já apareceu aqui no KAYAK antes, junto a outros patrimônios históricos do país. Antes da Proclamação da República, a corte se mudava para Petrópolis durante os meses de verão e, por muitos anos, foi a cidade onde os representantes diplomáticos estrangeiros se estabeleciam. O Museu Imperial, que funciona no antigo Palácio de Verão de Dom Pedro II, é uma visita obrigatória. A Catedral de São Pedro de Alcântara e o conjunto arquitetônico da avenida Koeler também são pontos de interesse. É possível chegar a Petrópolis de carro ou de ônibus a partir do Rio de Janeiro, seja para um bate-e-volta ou para uma estadia mais longa.

 

Confira passagens aéreas, hotéis e locadoras de veículos no Rio de Janeiro e hotéis em Petrópolis.

 

 

2. Whistler (Canadá)

A cênica Whistler, com a montanha nevada de Blackcomb no fundo.

Os fãs de esportes de inverno vão gostar de Whistler, no Canadá. Essa pequena cidade na Columbia Britânica, a pouco mais de 100 km de Vancouver, é um conhecido destino para os praticantes de esportes de inverno e também uma ótima opção para quem só quer se divertir. Além das opções de esqui e snowboard, os visitantes podem praticar patinação no gelo e aproveitar para conhecer as trilhas pelas florestas em volta da cidade. No verão, passeios de bicicleta e saídas de canoa pelos lagos da região são uma boa pedida para ficar perto da natureza.

 

Confira passagens aéreas e locadoras de veículos em Vancouver e hotéis em Whistler.

 

 

3. Aconcágua (Argentina)

Aconcágua é famoso entre os que curtem acampar

Os incas, uma das civilizações pré-colombianas que ocuparam a região da cordilheira dos Andes antes da chegada dos espanhóis à América, chamavam o Aconcágua de “Ackon Cahuak”, que significa “Sentinela de Pedra”. Com mais de 6 mil metros, o Aconcágua é o ponto mais alto da Cordilheira dos Andes e uma das montanhas mais altas do mundo. Localizado na Argentina, próximo da fronteira com o Chile, o Aconcágua fica próximo da cidade de Mendoza, que é a capital da província de mesmo nome. A subida do pico traz desafios até para os montanhistas experientes, mas todos podem fazer os passeios mais curtos (e fáceis) na base da montanha. É fundamental verificar as condições climáticas na época da viagem e procurar guias capacitados para a escalada. Gostou? O Aconcágua também está nessa lista aqui do KAYAK, com outros destinos legais na América do Sul.

 

Confira passagens aéreas, locadoras de veículos e hotéis em Mendoza.

 

4. Saint Moritz (Suíça)

Linda vista ensolarada em um dia de inverno na Suíça

Essa pequena cidade na Suíça é um destino glamouroso e tradicional para os amantes de esportes de inverno e é um dos pontos altos do país, junto com outros destinos na Suíça. A partir de Zurique, é possível chegar a Saint Moritz de avião ou por terra. As pistas de esqui e trenó se espalham pelas encostas cobertas de neve das montanhas que cercam Saint Moritz e oferecem desafios para atletas de todos os níveis. A cidade também é famosa por receber um torneio de polo equestre disputado sobre o lago congelado que dá nome à cidade, frequentado pela alta sociedade europeia. No verão, as montanhas recebem ciclistas e corredores, que aproveitam o ar puro para treinar, enquanto o lago Saint Moritz, agora descongelado, serve de palco para competições de velejadores. Passeios a museus, castelos e igrejas permitem ao turista conhecer a riqueza cultural da região. Cansado? Aproveite as piscinas e banhos termais para recarregar as energias para o próximo passeio.

 

Confira passagens aéreas e locadoras de veículos em Zurique e hotéis em Saint Moritz.

 

5. Kilimanjaro (Tanzânia)

O Parque Nacional de Amboseli, com a montanha Kilimanjaro ao fundo

Essa é para quem gosta de aventuras e lugares inusitados: localizado na Tanzânia, próximo à cidade de Arusha, o Kilimanjaro é a montanha mais alta da África e o destino certo para quem procura um desafio junto à natureza. Em suas rotas de subida e descida, é possível conhecer vários biomas diferentes, conforme aumenta a altitude. O pico fica a mais de 5 mil metros de altitude, o que significa que a subida não é para qualquer um. É importante que os aventureiros contratem guias especializados com empresas que oferecem o serviço. Para essa experiência inesquecível, o planejamento é muito importante: bagagem, condicionamento físico e o conhecimento de guias preparados são parte essencial do sucesso da escalada.

Confira passagens aéreas, locadoras de veículos e hotéis em Arusha.